Maionese Alternativa: Agosto 2019

Ocupa! Festival de Artes Contemporâneas l Imersão cultural invadindo os sábados da capital em setembro


De 07 a 29 de setembro acontece na capital a 1º edição do Festival de Artes Contemporâneas Ocupa!. Ambientado na Piscina de Ondas do Parque da Cidade, um dos locais mais clássicos e nostálgicos de Brasília, espaço de diversos projeto culturais, na intenção de reavivar sua utilização, o projeto vem na iniciativa de ocupar com intervenções de arte de “arte, cenografia, música e diversão, cultura urbana e comportamento”. 
O Festival trás a Brasília artistas de expressão, como CÉU, Alice Caymmi, Clarice Falcão, Roberta Sá, Mahmundi e Chico Chico dentre artistas da cidade: Natalia Carrera, Raquel Reis,Jean Tassy, Samba Urgente e das bandas O Tarot e Ellefante. Com o intuito do convívio diverso e de imersão no âmbito artístico plural multicultural. O Ocupa!, substancia os 4 sábados de setembro no Parque da Cidade, destacando três eixos: Artes Visuais, Música e Cinema.  Com ingressos gratuitos limitados e com preços populares você pode ter acesso ao festival adquirindo seu ingresso pelo Sympla


Festival de Artes Contemporâneas Ocupa! 


07 de setembro

- Alice Caymmi

- Chico Chico

- Jean Tassy (DF)

__________________


14 de setembro

 - Samba Urgente (DF)

- Roberta Sá (RN/RJ) 

__________________

21 de setembro

- Clarice Falcão (RJ)

 - Mahmundi (RJ)

- Lupa (DF)

- O Tarot (DF)
__________________

28 de setembro


- CÉU (SP)

- Ellefante (DF)

- Natalia Carrera (DF)

- Raquel Reis (DF)

_________________

Por Gabriella Riot



Cássia Eller l Álbum ao vivo é relançado em versão ampliada com poemas e canções de Cazuza, novas versões e menção à obra de Noel Rosa











Em 1997 Cássia Eller lançou ao álbum ao vivo “Veneno 
antimonotonia” com produção do poeta Wally Salomão, o disco foi gravado em 3 shows no Teatro Rival no RJ. Com canções de Cazuza, experimentações à música flamenca do popular cantor espanhol “Camarón de la Isla” e parcerias, os shows são considerado pela crítica como umas das melhores apresentações de Cássia. Sempre enérgica nos palcos essa foi a primeira gravação do seu potencial explosivo ao vivo. Com faixas que ficaram de fora da versão original foi lançado “Todo veneno vivo”, com versões de  canções do Cazuza, Luiz Melodia, Legião Urbana, Elaine Moraes (Lan Lanh)/Marcio Mello, Lobão, Rita Lee/Roberto Carvalho e citação de versos de “Coisas Nossas” de Noel Rosa, na clássica canção pop “Brasil” do Cazuza, que abre o disco, entre versões bem diferentes com trechos dos clássicos Rolling Stones, “(I Can’t Get No) Satisfaction” e “Let’s Spend the Night Together”, o álbum nos presenteia com 24 faixas. 



A primeira versão do álbum ao vivo “Veneno antimonotonia” foi um marco muito importante na carreira de Cássia Eller, que logo após seu lançamento fez abertura de shows de Bob Dylan e Rolling Stones, culminando no álbum “Com você... meu mundo ficaria completo” um dos álbuns que levou Cássia a ser reconhecida por um público maior e selou sua parceria de vez com Nando Reis.
Documentando a densa força do seu vocal e experiência de palco, “Todo veneno vivo”, nos faz redescobrir Cássia,  na impossível possibilidade de não se encantar novamente, e é de uma nostalgia fascinante.

"Todo veneno vivo" já se encontra disponível em todas as principais plataformas de streaming:



Fotos: Reprodução
Por Gabriella Riot

Factory Records celebra seus 40 anos com grandes lançamentos e exposições












 A icônica gravadora Factory Records completou em janeiro 40 anos e para comemorar vai lançar dois box – sets e duas grandes exposições com a história da gravadora. 

Joy Division, New Order, Happpy Mondays e The Durutti Column fazem parte do material de artistas e bandas da gravadora.
A primeira caixa, “Use Hearing Protection” é uma compilação dos dez primeiros registros feitos e catalogados pelo selo.

USE HEARING PROTECTION:FACTORY RECORDS 1978-79
                                                                 
A segunda caixa,“Factory: Communications 1978-1992” vem com 63 músicas do período em que a gravadora tinha apenas 15 anos.
FACTORY COMMUNICATIONS:1978-92

Para celebrar seus 40 anos de excelência, além das caixas com esse material especial, haverá também uma exposição também chamada de “Use Hearing Protection” em Londres, que acontece 13 de setembro a 25 de outubro 
 com a mostra de 50 primeiros itens da gravadora até 1982,

      

todos catalogados por números de fábrica, com matérias de Joy Division, New Order, A Certain Ratio e The Durutti Column e com artes de Peter Saville, aclamado designer gráfico britânico responsável por diversas capas clássicas na história da gravadora. Uma versão em maior escala de exposição “Use Hearing Protection” preparada pelo Museu de Ciência e da Indústria em Manchester, vai completar a comemoração, essa está prevista para julho de 2020. Dos itens que compõe as caixas temos ainda cds do Joy Division, EP’S compilando diversos artistas da gravadora¸ como Cabaret Voltaire, John Dowie e The Durutti Column, revistas, vinis, cartazes do selo e até um temporizador de ovos da Factory Records, entre outras coisas. Com o lançamento do primeiro box dia 11 de outubro, e do segundo, dia 8 de novembro, ambas com edição limitada  de apenas 4.000 cópias. Se você quiser comprar  é só acessar a aba da Factory Records no site da gravadora  britânica Rhino bem aqui.

Fonte: NME
Fotos: Reprodução

Por Gabriella Riot

PicniK I Música, moda, gastronomia e diversidade na capital esse final de semana


Acontece esse final de semana na capital, mais uma edição do PicniK Festival. Nos dias 10 e 11 de agosto o Memorial dos Povos Índigenas recebe o festival alternativo mais em ascensão da cidade, com arte, comidas, bazar e artefatos indígenas, o evento esse ano trás mais uma vez um rico arsenal de artistas e bandas para audição do seu público cada vez mais cativo e exigente, com shows cada vez mais aclamados, essa edição trará shows de destaque com Hermeto Pascoal (AL), Otto (PE), Ava Rocha (RJ), Teto Preto (SP), Felipe Cordeiro (PA), a banda portuguesa de post punk/blues  The 
Dirty Coal Train, além de diversos artistas e bandas independentes da cidade e nacionais. O festival trás também diversos espaços que se agregam e se expandem dentro da proposta musical de entretenimento, vai ter Mercadinho de Moda, Arte e Design, espaço para tatuagens no projeto The Flash Day Tatoo, com o intuito de unir tatuadores de Goiás e artistas visuais do Distrito Federal, a exposição Bosque das Línguas Indígenas no Brasil I Exposição Séculos Indígenas no Brasil, trazendo a discussão e a conscientização sobre o uso e a defunção das línguas indígenas nacionais, a instalação Madeira, Poeira e Concreto, uma homenagem de Leandro Mello aos candangos, construtores da capital, com telas pintadas a partir de stencils e serigrafia, a instalação Acervo PickniK, Beatriz Chaves une o Festival as artes plásticas, fomentando produções de artistas contemporâneos, a Feira de Vinil PickniK com a participação dos expositores Discambo, Marcondes & Co., Bananeira Discos, Givaldo Discos, Boa Viagem Discos, Baked Vinyl, Dom Pedro Discos, Garimpo do Vinil, Filial do Rock, Alternative Discos, Berlin, Fun House, Betão Discos e Bacural Discos, com a ideia do coletivo da feira de discos se integrar a outros elementos da esfera alternativa que o evento propõe, O Cine Net Claro, ao ar livre serão exibidos “produções selecionadas foram realizadas com 
Memorial dos Povos Indígenas por Dênio Simões/ AGÊNCIA BRASÍLA
protagonismo de indígenas que se apropriam do audiovisual para projetar suas visões de mundo, moldadas pelas diversidades culturais e territoriais que demarcam nas telas a unidade de seus corpos e terra”. Além desses destaques na programação, é claro que há todo um requinte e sofisticação em relação a gastronomia, afinal estamos falando de um Picnick, com chefes de conceito, jovens talentos e foodtrucks de ênfase na cidade pautando a “diversidade, qualidade e riqueza gastronômica brasiliense”. Falando em diversidade é claro não poderia faltar a Área Vegana, com diversas opções para o público em uma parceria bem legal com a FALA – Frente de Ações pela Libertação Animal. O Festival trás diversos espaços, que contemplam também o teatro e áreas especiais para crianças, separadas por faixa etária, além das questões de sustentabilidade e apoio ambiental. 


Programação musical

Palco Principal

Sábado 10/08

14h - Kervansarai (DF)

15h30 - Apicultores Clandestinos (SC)

17h - Felipe Cordeiro (PA)

18h30 - Rios Voadores (DF)

20h - Ava Rocha (RJ)

21h30 Teto Preto (SP) 
______________

Domingo 11/08

14h - Joao Pedreira (DF)

15h30 - SCLRN (DF)

16h30 - Glue Trip (PB)

18h - Ops (DF)

19h30 - Otto (PE)

21h - Hermetto Pascoal (RJ)

Palco Auxiliar 

Sábado 10/08

13h30 - Igor Torres (DF)

14h30 - Zéfiro (DF)

15h30 - Moon Pics (DF)

16h30 - Sick (MG)

17h30 - EATNMTD (SP)

19h - Isaurian (DF)

20h - Huey (SP)

21h30 - Noide (PR) 
_______________

Domingo 11/08

13h30 - Judas (DF)

14h30 - Azura (DF)

16h - Tynkato vs O Baixo Astral (DF)

17h30 - Leza (SP)

19h - Ivan Motosserra (BA)

20h - Dirty Coal Train (POR)

21h30 -  Almirante Shiva (DF)


Foto: Reprodução PicniK
Por Gabriella Riot

Porão do Rock I Com shows das bandas Gloria, Autoramas e Matanza Inc., Seletivas acontecem esse fim de semana


Sexta – feira começa a largada independente para o Porão do Rock 2.1. Dos dias 9 a 11 de agosto, diversas bandas e artistas da cidade, ao todo 30, disputaram 3 vagas para tocar no palco do Festival. Avaliados por um júri com músicos, produtores e formadores de opinião e pelo público presente no evento, as bandas e artistas terão 15 minutos de apresentação, contando sua presença de palco, a singularidade das canções e a diversidade de estilo. Com shows das bandas Cadibódi (DF), Totem (DF), PlantaE (DF), Matanza Inc. (RJ), Glória (SP) e Autoramas (RJ), completando a festa. 



Serviço: 

Seletivas Porão do Rock 2.1

De 9 a 11 de agosto 

Local: Estacionamento do Teatro Nacional
Entrada: 1k de alimento não perecível.


Programação


09/08 – Sexta – 18h30

Art of Khaos

Darkrazor

Escolta

Imortal Joe

Pandion

Primal Wrath

Prollogy

Red Old Snake

Tenesso

Apostasis

Cadibódi

Glória 

__________________

10/08 – Sábado – 18h

Aura Quartzo

Mariana Camelo

Humbold

Binarious

Paradisi

Judas

Saci Were

Hayna e os Verdes

Originalman

Ciclone na Muringa

PlantaE

Autoramas 

____________________

11/08 – Domingo – 17h

Walk Again

Malice

Venture

Morreu Polaris

Caos Lúdico

Jambalaia

Transquarto

Litieh

Volt Vandré

Gerson the Veras

Totem

Matanza Inc.



Escute nossa playlist com algumas bandas e artistas que participarão da seletivas :


Por Gabriella Riot


 Saiba mais:

Reinventado, Porão do Rock 2.1 vem aí!